Convenção Coletiva 2017 de Rádio e TV é assinada e já está...

Convenção Coletiva 2017 de Rádio e TV é assinada e já está valendo

105

Foi assinada na última quinta-feira a Convenção Coletiva 2017 dos jornalistas de Rádio e TV da cidade do Rio de Janeiro. Assim, as cláusulas já estão valendo e as empresas devem cumprir o que está previsto no acordo, sob pena de multa. Para este ano, os jornalistas do segmento terão reajuste de 5,44% nos salários e na Participação de Lucros e Resultados, de 6,7% no piso salarial e no auxílio-creche e de 7,14% no auxílio-alimentação. As empresas terão ainda que pagar retroativos aos trabalhadores a 1º de fevereiro de 2017.

Com o reajuste, o piso salarial sobe de R$ 1.687,35 para R$1.800, em TV, e de R$ 1.518,30 para R$ 1.620, em rádio. O auxílio-creche vai de R$ 393,68 para R$ 420,00 e o auxílio alimentação foi corrigido de R$ 16,87 para R$ 18,07.

A Convenção Coletiva 2017 também tem cláusula que prevê uma contribuição voluntária dos jornalistas destinada à recuperação financeira do Sindicato – que hoje convive com um déficit de mais de R$ 400 mil. O desconto será feito em duas parcelas de R$ 42,50 nos contracheques de maio e junho.

Aqueles que não desejarem contribuir devem entregar carta no Sindicato *manifestando oposição ao desconto entre os dias 1º e 15 de maio*. A entrega pode ser feita pessoalmente ou por correspondência no endereço Rua Evaristo da Veiga 16, 17º andar, Centro do Rio, das 9h às 18h.

Fonte: Sindicato dos Jornalistas Prof. do Mun. do RJ

Foto: Sindicato dos Jornalistas Prof. do Mun. do RJ