Assembleia suspende greve na EBC, mas mantém mobilização permanente

Greve durou 19 dias, e foi a mais longa da história da EBC. TST analisa Dissídio Coletivo

38

Em assembleia nesta terça-feira, dia 14, as trabalhadoras e trabalhadores da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) decidiram suspender a greve de 19 dias, a mais longa da história da empresa, e ao mesmo tempo, manter o Estado de Greve, após decisão judicial de quantitativo mínimo, enquanto o Tribunal Superior do Trabalho (TST) analisa o Dissídio Coletivo.

As e os jornalistas e radialistas seguem em mobilização por seus direitos. As/os trabalhadores não aceitam a imposição de banco de horas, retirada de progressão e quinquênio e redução dos salários.

As entidades sindicais convocam as e os empregados a denunciarem qualquer tentativa de perseguição, assédio ou tratamento diferenciado dos trabalhadores grevistas. Os sindicatos vão denunciar os atos antissindicais já tomados pela EBC e reagirão a novas atitudes da empresa.