Com presença do ministro da Previdência, FENAJprev tem lançamento nacional em Belo Horizonte

287
fenajprev4O ministro da Previdência Social, José Pimentel, participa nesta quinta-feira (28), às 18h, do lançamento nacional, em Belo Horizonte, na sede do Sindicato dos Jornalistas de Minas Gerais, do Plano de Previdência para Jornalistas sindicalizados, que se chamará FENAJprev e será administrado pela Fundação Petrobras de Seguridade Social (Petros).

O Plano de Previdência de Contribuição Definida terá inicialmente a adesão de sete sindicatos instituidores dos estados do Rio de Janeiro, Goiás, Espírito Santo, Minas Gerais, Tocantins, Pernambuco e do Paraná. Essas entidades contam, hoje, com aproximadamente 18 mil filiados, que podem aderir ao plano.

A expectativa da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) é a de que outros sindicatos de jornalistas adiram ao FENAJprev, beneficiando a mais de 40 mil jornalistas sindicalizados com cobertura previdenciária complementar. A adesão é individual e voluntária. Após o lançamento oficial, a FENAJ fará campanha de adesão junto aos associados dos sindicatos instituidores, com esclarecimentos sobre o plano e os benefícios a que os participantes terão direito.

Segundo a Secretaria de Previdência Complementar (SPC), do ministério da Previdência Social, atualmente a Previdência Associativa engloba 26 entidades fechadas e 51 planos de benefícios. O FENAJprev foi desenvolvido na modalidade de Contribuição Definida (CD). Isso significa que os benefícios programados tem seu valor permanentemente ajustado ao saldo de conta remanescente mantido em favor do participante – inclusive na fase de percepção de benefícios -, considerando o resultado líquido de sua aplicação, valores aportados e os benefícios pagos. O benefício tem correspondência com os valores aportados na conta individual do participante.

O plano dos jornalistas será custeado por contribuições dos participantes, além de admitir aporte facultativo do Instituidor e dos empregadores, bem como de terceiros em favor dos participantes. Conforme a SPC, os participantes poderão optar por uma cobertura adicional, para os riscos de invalidez e morte, a ser contratada pela Petros junto a uma sociedade seguradora, neste caso a Mongeral. E, para o custeio administrativo, serão destinados 6% das contribuições vertidas ao plano.
A Portaria nº 2.832 autorizou a aplicação do plano e oficializou os convênios de adesão celebrados entre a Petros e os sindicatos instituidores. A Petros, que completará 40 anos, administra planos para 130 mil participantes de 79 empresas e entidades, sendo a Petrobras a principal patrocinadora, com cerca de 110 mil participantes.

Sem limites
O FENAJprev é um plano de previdência de contribuição definida, instituído inicialmente por sete sindicatos de jornalistas, sem aporte financeiro dos instituidores. Para aderir, basta ser associado a um desses sindicatos. Mensalmente, o participante do plano contribui com um valor para ter direito à aposentadoria. Ao longo dos anos, o dinheiro depositado será investido. O valor mínimo de contribuição mensal é de R$ 54, e cada integrante pode alterar o valor das contribuições ou realizar aportes extras para aumentar o patrimônio no plano.

De acordo com a Petros, o FENAJprev não tem limite mínimo de idade para adesão. O único requisito é que o profissional seja um jornalista – de carteira assinada ou free lancer – associado a um dos sindicatos instituidores. A partir dos 55 anos de idade e de cinco anos de contribuição será possível ter direito a uma renda calculada com base no saldo acumulado.

A Petros em parceria com a Mongeral Seguros e Previdência, oferecerá ainda uma cobertura adicional para o risco de morte ou invalidez aos participantes do plano previdenciário. Outras informações sobre o FENAJprev podem ser obtidas no Portal Petros na Internet ou através da central telefônica 0800 025 35 45 ou ainda no site da FENAJ www.fenaj.org.br.

Com informações da Assessoria de Imprensa do Ministério da Previdência