FENAJ participará da Semana Jornalismo Importa na UESB

43

A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) e o Sindicato dos Jornalistas da Bahia (Sinjorba) participarão da V Semana Jornalismo Importa: Ensino, Mercado e Pesquisa, que acontecerá de 8 a 12 de abril, na Universidade Estadual do Sul da Bahia (UESB). A presidenta da FENAJ, Samira de Castro, ao lado do presidente do Sinjorba, Moacy Neves, integrará a mesa do simpósio “Jornalismo como Forma de Transformação Social”, que abrirá o evento, com a participação da presidente da Abraji, Kátia Brembatti.

Na quinta edição do evento, acontecerão cinco simpósios com duas mesas-redondas por dia, 15 oficinas e sete grupos de trabalhos científicos. Os convidados compartilharão conhecimento acadêmico, experiências profissionais e reflexões sobre o ensino em jornalismo.

As atividades serão mediadas pelos professores do curso de Jornalismo da UESB, jornalistas locais e contarão com a participação de convidados nacionais e do Nordeste. Para os discentes do curso de Jornalismo da UESB, a entrada é gratuita, já para os estudantes de outros cursos da instituição e de outras faculdades e universidades será cobrada uma taxa de R$25,00. Para professores e profissionais da comunicação e de outras áreas a taxa a ser paga é de R$50,00. As inscrições para participar vão até o dia 30 de março na plataforma Even3.

Na terça-feira, dia 9 de abril, segundo dia do evento, acontecerá o segundo simpósio, “O futuro do jornalismo será local”, com a mesa Jornalismo Independente que contará com a participação de Anderson Couto, da Agência Mural; Anderson Santana, jornalista da Paraíba e Lucas Cavalcanti, da Agência Tatu. Em seguida, haverá a mesa “Jornalismo Local” com Gabrielle Vilas Boas, do site Entre Becos; Tiago Marques, Agência Sertão; Victória Lôbo, do site Conquista Repórter; e Leila Costa.

No terceiro dia, 10 de abril, haverá o Simpósio “Ensino e Pesquisa em Jornalismo” e as mesas “As mudanças no ensino de Jornalismo”, com Flávia Mota (Uesb) e Marcelo Bronosky (UEPG), e, em seguida, “O desenvolvimento das pesquisas em Jornalismo”, com a mediação da professora Mary Weinstein e a participação dos professores Rafael Bellan (UFES) e Marcus Lima (Uesb).

Na quinta-feira, 11 de abril, ocorrerá o simpósio “Combate à Desinformação e Educação Midiática”. A primeira mesa versará sobre “Desinformação e Plataforma de Redes Sociais”, com os professores Gilberto Scofield Jr, da UFRJ, e Hayaldo Copque, da Uesb. Em seguida, haverá a mesa redonda “Checagem e Educação Midiática”, com a professora Marta Alencar (UFMA) e o jornalista Victor Terra (Lupa).

No último dia do evento, sexta-feira, 12 de abril, acontecerá o Simpósio “Tendências e Desafios do Audiovisual”, das 8h às 12h, tendo como convidados na primeira mesa, “Jornalismo Multiplataforma”, o documentarista Nilmar Lage e as professoras da Universidade Federal da Bahia (Ufba) Claudiane Carvalho e Suzana Barbosa . Em seguida, será realizada a mesa , “Linguagens e Processos em Podcast e Rede Sociais”, com o comunicador Matheus Boa Sorte e a jornalista Natalie Pacheco (Fiocruz). O encerramento do evento será ao meio dia com atividades artísticas.

No período da tarde durante os cinco dias acontecem as oficinas e as apresentações dos grupos de trabalho. Serão ofertadas 15 oficinas com mais de 425 vagas e sete GT’s que finalizarão a programação em cada dia:

No dia 8 de abril, das 14h às 18h, serão ministradas as oficinas: “Lei de Acesso à Informação”, com Kátia Brembatti (Abraji); “Direitos Trabalhistas e Combate à Precarização no mercado, com Moacy Neves (SinJorba); “Liberdade de Imprensa e Direito à Informação de Qualidade”, com Samira de Castro Cunha (FENAJ); “Gerenciamento de Crise em Assessoria de Imprensa”, com Luciana Oliveira, e “Métodos e Técnicas de Pesquisa em Jornalismo”, com Felipe Pontes.

No dia 9 de abril, das 14h às 18h, serão ofertadas as oficinas: “Jornalismo de Dados”, com Lucas Cavalcanti Maia (Agência Tatu); “Como Abrir o seu Negócio em Jornalismo”, com Anderson Couto (Agência Mural), e “Newsletters”, com Gabrielle Vilas Boas Nunes e Guido (Entre Becos). Já no dia 10 de abril, das 14h às 18h, acontecerão as oficinas: “O Jornalismo Crítico-Emancipatório em Adelmo Genro Filho”, com Rafael Bellan Rodrigues de Souza (UFES); “Assessoria de Comunicação”, com Anderson Santana (Paraíba).

Em 11 de abril, das 14h às 18h, ocorrerá às oficinas: “Checagem de Fatos” com Marta Alencar(UFMA); ”Educação Midiática com Vitor Terra(Lupa); “ Como combater a Desinformação”, com Gilberto Scofield Jr, e “Fotojornalismo”, com Nilmar Lage. No último dia 12 de abril, o documentarista Nilmar Lage dará seguimento a oficina de “Fotojornalismo ” seguida pela oficina de “Podcast”, que será ministrada por Natalie Pacheco.

Grupos de Trabalho

Entre os dias 8 e 11 de abril acontecerão cerca de 7 grupos de trabalhos:

GT – Ensino de Jornalismo, coordenado pela professora doutora, Flávia Mota e Mota;

GT – Jornalismo Local/Independente, coordenado pela mestranda, Victória Lôbo;

GT – Desinformação e Educação Midiática, coordenado pela professora doutoranda, Marta Alencar;

GT – Gênero e Jornalismo, coordenado pela professora doutora, Carmen Carvalho;

GT – Linguagens e Processos de produção em Rádio e Televisão, coordenado pelo professor doutor, Dannilo Duarte;

GT – Jornalismo e Cidade, coordenado pela professora doutora, Mary Weinstein;

GT – Temas Livres, coordenado pela professora doutora, Carmen Carvalho;

Para participar é necessário enviar os resumos expandidos de acordo com as regras pré-estabelecidas, colocando o texto no template, que deverá ser enviado aos professores responsáveis até a data limite, 22 de março. Os trabalhos podem ser enviados sem a prévia realização das inscrições, que estão abertas desde 1º de março.

Fonte: Avoador