FENAJ realiza curso sobre como se proteger de ataques e ameaças online

48
A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) realiza, neste sábado (27/11), o curso “Como se proteger de ataques e ameaças online”. O evento será pela plataforma Zoom, a partir de 9h, com abertura da presidenta da entidade, Maria José Braga. A capacitação tem apoio do Fundo de Direitos Humanos dos Países Baixos e integra o projeto “Monitoramento da Violência contra Jornalistas e Liberdade de Imprensa no Brasil – Ano 2021”, que tem por objetivo monitorar a crescente violência contra a categoria no país a partir da coleta de dados pelos 31 Sindicatos de Jornalistas filiados.
O objetivo do projeto é capacitar jornalistas para promoverem denúncias sobre agressões e cerceamento ao exercício profissional, bem como para se defenderem de ataques virtuais, além de denunciar as agressões contra a categoria no Brasil e internacionalmente. Como parte dessa iniciativa, a FENAJ realizou, em agosto deste ano, o seminário online  “Violência contra Jornalistas: denunciar para combater e se proteger para evitar”. O seminário foi dividido em duas etapas, sendo a primeira intitulada “Violência contra jornalistas: como, onde e porque denunciar”.
A segunda etapa consiste no curso “Como se proteger de ataques e ameaças online”, que terá três módulos: Segurança digital e privacidade do jornalista, Atuação do jornalista nas redes sociais digitais e Como reagir a ataques online: medidas legais cabíveis e ferramentas de controle das plataformas.
Confira a programação e os facilitadores/as:
Módulo 1 – 9h30 às 10h30 – Segurança digital e privacidade do jornalista
Rodolfo Avelino – É professor do Insper, especialista em Cibersegurança e proteção de dados, e atua como consultor liderando projetos de segurança, infraestrutura de redes e cloud computing há mais de 20 anos. É doutor e pesquisador no Laboratório de Tecnologias Livres (LABLivre) pela Universidade Federal do ABC. Apoia e teve a oportunidade de realizar trabalhos de segurança digital em entidades como Fundação Perseu Abramo, MST, CUT, Fundação Rosa Luxemburgo, Mídia Ninja, Fora do Eixo e Jornalistas Livres. No terceiro setor foi componente da direção do Coletivo Digital e Coordenador adjunto do Coletivo Actantes, onde desenvolveu projetos relacionados à Inclusão Digital, Software Livre, Segurança da Informação e privacidade dos dados. É componente da organização do maior evento aberto do mundo de segurança e privacidade, a CryptoRave.
Módulo 2 – 10h30 às 12h – Atuação do jornalista nas redes sociais digitais

Lívia Vieira – Jornalista e professora adjunta na Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (Facom/UFBA). Editora da Newsletter Farol Jornalismo. É Diretora Administrativa da Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor). Tem graduação em Comunicação Social/ Jornalismo na Universidade Federal Fluminense (UFF), mestrado e doutorado em Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Em 2016/2017 foi pesquisadora visitante na Birmingham City University, na Inglaterra.
Brasília (DF) 21/05/2021 Colunista Guilherme Amado. Fotos: Gustavo Moreno/Especial Metrópoles.

Guilherme Amado – Cofundador do Redes Cordiais e colunista no Metrópoles. Cobre política e crime organizado em diferentes vertentes desde 2009. Em 2014, recebeu os prêmios Esso e Tim Lopes com a reportagem Os embaixadores do Narcosul. É John S. Knight Journalism Fellow na Universidade Stanford, onde estudou colaboração entre jornalistas investigativos, e integra o Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ). É vice-presidente da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) desde 2018.

14h às 16h – Módulo 3 – Como reagir a ataques online: medidas legais cabíveis
Neide Cardoso de Oliveira – Procuradora Regional Eleitoral do Estado do Rio de Janeiro; Procuradora Regional da República da Procuradoria Regional da República da 2ª Região; coordenadora adjunta do Grupo de Apoio sobre Criminalidade Cibernética da Câmara Criminal da PGR.
Pedro Barros Dávila – Advogado do escritório Bottini & Tamasauskas, membro da Comissão Especial de Defesa da Liberdade de Expressão do Conselho Federal da OAB. Bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.