FENAJ repudia censura privada do Facebook ao Brasil de Fato RS

595

A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) vem a público denunciar e repudiar a censura privada do Facebook à pagina do Brasil de Fato RS. Desde o dia 1º de setembro de 2022, a página do jornal foi “despublicada”, com a afirmativa de que teria descumprido as políticas da plataforma.

Segundo o BdF RS, a única mensagem dada pela empresa Meta, proprietária do Facebook, foi: “Seu perfil não está mais visível. Isso acontece pois o Brasil de Fato RS vai contra nossos Padrões de Comunidade. Nossos padrões são aplicados globalmente e são baseados em nossa comunidade” (em tradução livre).

“Ao conferir a mensagem, nos foi dada somente as opções de contestar ou aceitar a penalidade. Solicitamos, de imediato, a revisão. Não foi dito qual seria o motivo da aplicação da pena, muito menos aberto espaço para argumentação”, dizem os editores do BdF RS.

No momento em que a página foi invisibilizada pela plataforma, o BdF RS tinha um público com mais de 4,6 mil curtidas e 5,7 mil seguidores, que recebiam, diariamente, dezenas de notícias sobre o Rio Grande do Sul, o Brasil e o mundo.

A FENAJ reafirma o papel imprescindível do jornalismo e dos jornalistas no combate à desinformação, à difusão de informações falsas e fraudulentas e à disseminação dos discursos de ódio.

Por isso, solidariza-se com a equipe do Brasil de Fato RS, ao mesmo tempo em que exorta a empresa Meta a suspender o ato de censura, habilitando novamente a página para o acesso público.

Brasília, 8 de outubro de 2022.

Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ