Home Prêmios

Prêmios

Está chegando a 5ª edição do Prêmio Policiais Federais de Jornalismo

As inscrições começam neste domingo (1º de agosto)

O tradicional Prêmio Policiais Federais de Jornalismo, que está em sua 5ª edição, está chegando. As inscrições serão abertas no dia 1º de agosto de 2021 e podem ser feitas pelo site premiopoliciaisfederais.com.br até às 23h59 do dia 30 de agosto.

Estimular a prática jornalística, reconhecer o papel da imprensa e seu compromisso com a agenda de desenvolvimento do País e da área de Segurança Pública, além de divulgar a importância do bom jornalismo para o máximo possível de pessoas sobre um tema muito importante para os brasileiros. Esses são os principais objetivos do Prêmio Policiais Federais de Jornalismo. 

O concurso é uma iniciativa do Sindicato dos Policiais Federais no Distrito Federal (Sindipol/DF) e da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef). Cada jornalista poderá inscrever, no máximo, três trabalhos, individuais ou realizados em parceria.

As melhores reportagens sobre Segurança Pública, publicadas de 1º de agosto de 2020 a 31 de julho de 2021, em veículos de comunicação brasileiros, concorrerão a prêmios em dinheiro. Serão distribuídos R$ 28 mil reais para trabalhos jornalísticos veiculados em TV, Jornais, Revistas, Rádios, Sites e Blogs Jornalísticos. Ao todo serão seis ganhadores de cinco categorias e um ganhador do Prêmio máximo, aquele trabalho que mais se destacar e obtiver maior pontuação na votação da Banca Avaliadora. As categorias são: Impresso, Fotografia, Webjornalismo, Rádio e Televisão. O vencedor de cada categoria receberá o valor de R$ 3 mil. Para o prêmio máximo, o valor é de R$ 10 mil. E haverá, ainda, um ganhador do Voto On-line, escolhido pelos policiais federais filiados ao Sindipol/DF e aos demais sindicatos ligados à Fenapef.

Os 15 finalistas serão conhecidos no dia 27 de outubro. E os vencedores serão revelados durante live de premiação transmitida por meio de plataforma on-line do Sindipol/DF e Fenapef no dia 25 de novembro, a partir das 20h, no canal do Youtube. 

O prêmio conta com o apoio do Grupo Elo Saúde, Extramed, Markt Club e do Escritório Antonio Rodrigo Advocacia Associada.

 

Você jornalista fique atento ao calendário e faça sua inscrição pelo endereço www.premiopoliciaisfederais.com.br. Para mais informações, envie um e-mail para contato@premiopoliciaisfederais.com.br ou comunicacao@sindipoldf.org.br.

Serão premiados trabalhos nas seguintes categorias:

 

Webjornalismo: reportagens publicadas na internet, portais ou blogs de notícias;

TV: reportagens publicadas em programas de televisão, em canais abertos ou fechados;

Impresso: reportagens publicadas em veículos de comunicação impressos, jornais ou revistas;

Rádio: reportagens publicadas em programas de rádio ou podcast;

Fotojornalismo: produção ou série fotográfica publicada na internet ou veículos impressos;

Voto On-line: será escolhido por meio de votação on-line entre os policiais federais um vencedor dentre todas as categorias

Prêmio Máximo: será escolhido o vencedor do Prêmio Policiais Federais dentre todas as categorias.

————————————————

Prêmio 99 de Jornalismo abre inscrições para todos os profissionais de comunicação

Em sua quarta edição, o prêmio distribuirá R$ 40 mil para as melhores reportagens com o tema “Tecnologia para Todos”

As inscrições para a quarta edição do Prêmio 99 de Jornalismo estão abertas até o dia 19 de setembro. Organizado pela Folha de S. Paulo em parceria com a 99, o prêmio deste ano contará com o tema “Tecnologia para Todos” e uma premiação de até R$ 40 mil para os melhores conteúdos jornalísticos publicados entre 21 de setembro de 2020 a 19 de setembro de 2021. Serão aceitas reportagens no formato de vídeo, texto ou podcast. 

As mudanças de comportamento, impulsionadas pelo isolamento social, popularizaram o consumo e a economia digital. O que, relacionado à tecnologia, veio para ficar? Como a comunicação, educação, mobilidade, meio de pagamentos e consumo online serão definidos pela tecnologia a partir de agora? Os materiais inscritos no prêmio poderão falar de todos os temas sobre a relação entre as ferramentas digitais e a sociedade. 

O prêmio é dividido em duas categorias: Profissionais do Jornalismo e Jovens Jornalistas – está destinada exclusivamente aos participantes do Lab 99 + Folha de Jornalismo. 

Os vencedores da categoria Jovens Jornalistas serão eleitos a partir do conteúdo produzido pelos participantes do treinamento online Lab 99 + Folha de Jornalismo. As três melhores reportagens nesta categoria serão premiadas com valores de R$ 9 mil para o primeiro lugar, R$ 6 mil para o segundo e R$ 3 mil, para o terceiro. 

Já para a categoria Profissionais de Jornalismo, as três melhores reportagens nesta categoria serão premiadas com valores de R$ 10 mil para o primeiro lugar, R$ 7 mil para o segundo e R$5 mil para o terceiro. 

As inscrições para o Prêmio 99 de Jornalismo ficam abertas até 19 de setembro, pelo sitehttp://www.premio99dejornalismo.com.br/.

————————————————

Prêmio Sebrae de Jornalismo 

————————————————

Inscrições ao Prêmio Respeito e Diversidade para imprensa e sociedade começam na próxima quinta-feira, 1º de julho

De 1º a 30 de julho, estarão abertas as inscrições para o Prêmio Respeito e Diversidade. A premiação será dividida nas categorias Imprensa e Sociedade. Poderão ser inscritos trabalhos jornalísticos na imprensa brasileira e atividades voluntárias que conscientizem a população sobre a importância da valorização das diferenças. 

As inscrições serão gratuitas e deverão ser realizadas mediante o preenchimento do formulário eletrônico que estará disponível no hotsite do Projeto Respeito e Diversidade.

É importante que os candidatos leiam o Edital de Chamamento Público CNMP-PRESI nº 1/2021, que regulamenta o concurso. 

A premiação é uma das atividades do Projeto Respeito e Diversidade, fruto da cooperação entre o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), o Ministério Público Federal (MPF), por intermédio da Procuradoria-Geral da República (PGR), e a Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU).

Imprensa 
A categoria Imprensa premiará matérias e reportagens que tragam informações e promovam a conscientização sobre valores basilares de uma sociedade democrática e livre de preconceitos, concebida como espaço de diálogo, de liberdade e de respeito, na qual equidade, acesso à vida digna e justiça social são vitais para o fortalecimento da democracia.

A produção de trabalhos jornalísticos veiculados na imprensa brasileira será premiada em duas categorias distintas: Jornal impresso, Revista impressa e Webjornalismo; Radiojornalismo e Telejornalismo. As reportagens precisam ter sido editadas e publicadas em língua portuguesa.

Poderão ser inscritas na premiação reportagens publicadas nos veículos de comunicação de jornalismo impresso em jornal e revista, radiojornalismo, telejornalismo e webjornalismo veiculadas de 10 de dezembro de 2020 a 1º de julho de 2021.

Podem se inscrever no prêmio os profissionais jornalistas, radialistas e repórteres, com registro profissional reconhecido pela Secretaria do Trabalho do Ministério da Economia, o qual deverá ser apresentado, digitalizado e legível, no ato da inscrição.

Cada candidato poderá inscrever um único trabalho em cada categoria.

Sociedade 
A categoria Sociedade premiará atividades voluntárias que tenham objetivos cívicos, culturais, educacionais, científicos, esportivos, ambientais, recreativos ou de assistência à pessoa, que visem ao benefício e à transformação da sociedade com o engajamento de voluntários.

Poderão concorrer organizações da sociedade civil sem fins lucrativos que já estejam legalmente constituídas há pelo menos um ano e que estejam atuando em qualquer unidade da federação com, no mínimo, uma sede. Cada participante poderá inscrever apenas um único projeto para concorrer à premiação.

Premiação 
Em todas as modalidades e categorias do Prêmio, o primeiro colocado levará R$ 20 mil; o segundo lugar, R$ 15 mil; e o terceiro, R$ 10 mil.

A premiação ocorrerá, se as regras de distanciamento social decorrentes da pandemia pelo novo coronavírus vigentes à época permitirem, em evento presencial, a ser realizado no edifício do CNMP, em Brasília, no dia 21 de setembro de 2021.

Comissão julgadora 
Em 17 de junho, foram designados os integrantes da comissão julgadora responsável pela avaliação das atividades e dos trabalhos inscritos no Prêmio.

Irão compor a comissão a promotora de Justiça do Ministério Público do Estado de Goiás Tamara Andreia Botovchenco; o promotor de Justiça do Ministério Público do Estado da Bahia Edvaldo Gomes; a procuradora regional do Trabalho Ludmila Reis; e os jornalistas William Waack e Heraldo Pereira.

O projeto 
O projeto Respeito e Diversidade foi pensado para estabelecer o desenvolvimento de um conjunto de ações interinstitucionais contributivas à construção de uma sociedade livre e democrática, firme no cumprimento do destacado papel do Ministério Público como instituição indutora e promotora da defesa da garantia dos direitos humanos e da concretização da cidadania para todos e voltado à disseminação de uma cultura social inclusiva, pautada no pluralismo e na compreensão das diferenças como expressão da singularidade do ser e da multiplicidade que marca o Brasil.

————————————————

Inscrições abertas para a 2º Prêmio Justiça do Trabalho de Jornalismo

Interessados terão até 1º de agosto para participar do concurso. Cerimônia de premiação, que divulgará vencedores, acontece em 5 de outubro

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) promoverá, como parte das celebrações dos 80 anos de instalação da Justiça do Trabalho no Brasil, o 2º Prêmio Justiça do Trabalho de Jornalismo. As inscrições são gratuitas e poderão ser realizadas até o dia 1º de agosto.

Para se inscrever, os interessados devem acessar a página Prêmio Justiça do Trabalho de Jornalismo e, em seguida, o menu lateral esquerdo “inscrição”, para preencher a ficha. Na sequência, ela deve ser enviada com todos os elementos descritos no item 6.2 do edital (cópia do documento de identidade, material jornalístico correspondente, cópia do documento de registro ou inscrição profissional reconhecida pelo Ministério do Trabalho ou órgão equivalente e ficha de inscrição preenchida e assinada).

Habilitação dos trabalhos

Conforme o cronograma de fases do concurso (Anexo 1 do edital), após o encerramento das inscrições, serão realizadas, nos dias 2 e 3 de agosto, a habilitação e a validação dos trabalhos inscritos. A divulgação das inscrições deferidas está programada para 6 de agosto. Após essa etapa, será aberto prazo para interposição de recursos e análises.

No período de confirmação das inscrições e da validação dos trabalhos, será enviado e-mail para ratificar a participação e informar o número de registro. O profissional inscrito que não receber o e-mail de confirmação da inscrição poderá contatar a Comissão Especial pelo endereço eletrônico premiojornalismo@tst.jus.br, para obter informações.

Prêmio de jornalismo

O 2º Prêmio Justiça do Trabalho de Jornalismo tem por finalidade estimular e valorizar a produção de trabalhos jornalísticos que promovam a reflexão e a conscientização sobre o trabalho e suas relações, além de reconhecer a importância da imprensa na difusão de informações relevantes para a sociedade.

A cerimônia de premiação, com a revelação dos vencedores, será realizada em 5 de outubro deste ano. Os primeiros colocados de cada categoria receberão R$ 10 mil. A edição 2021 premiará reportagens com o tema “Justiça do Trabalho: a importância e os avanços da Justiça Social” e abrangerá conteúdos que evidenciem, pelo menos, um dos seguintes temas: evolução histórica da Justiça do Trabalho no Brasil; conscientização da sociedade sobre a existência e a importância do Judiciário trabalhista; Justiça do Trabalho como instrumento da Justiça Social; avanços e transformações dos direitos trabalhistas; valorização da Justiça do Trabalho na construção da cidadania; Justiça do Trabalho em tempos de pandemia; e relação entre Justiça do Trabalho e desenvolvimento econômico.

————————————————

Terceira edição do Prêmio NHR Brasil de Jornalismo terá categoria especial para reportagens sobre outras Doenças Tropicais Negligenciadas

A terceira edição do Prêmio NHR Brasil de Jornalismo abre as inscrições para receber reportagens da imprensa brasileira sobre a hanseníase. O objetivo é reconhecer e estimular produções de qualidade sobre a doença no Brasil e dos diversos aspectos relacionados, como diagnóstico, transmissão e políticas públicas. Em 2021, o prêmio traz uma categoria especial: trabalhos que abordam outras Doenças Tropicais Negligenciadas (DTN).

As inscrições para o prêmio estão abertas até o dia 19 de agosto, conforme termos do edital disponível no site www.nhrbrasil.org.br. Poderão concorrer ao prêmio materiais lançados entre 1º de junho de 2019 e 19 de agosto de 2021, concorrendo em quatro categorias comuns (jornalismo impresso, webjornalismo, telejornalismo e radiojornalismo) e uma categoria especial voltada para outras DTN em qualquer mídia. Serão analisadas a abordagem, diversidade e qualidade de fontes consultadas, técnicas empregadas e aspectos éticos.

Apoiando projetos de combate à hanseníase no País desde a década de 1990, a NHR Brasil promove a premiação pelo terceiro ano para estimular uma maior visibilidade à discussão sobre essas doenças no País. A organização atua em projetos nas regiões Norte e Nordeste com foco na quebra de transmissão da hanseníase, abordagens integradas para prevenção de deficiências, desenvolvimento inclusivo e redução do estigma.

O anúncio dos vencedores do Prêmio NHR Brasil de Jornalismo será feito no dia 25 de outubro, em plataforma virtual, durante a cerimônia de abertura do 1º Congresso Digital da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical – MedTrop Play 2021, em parceria da NHR Brasil com a Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (SBMT).

Para mais informações:
Analista de Comunicação – NHR Brasil
Thaís Brito
E-mail: thais@nhrbrasil.org.br
Telefone: (85) 3055.4133 / (85) 98744.8724

————————————————

Inscrições abertas: Prêmio AJURIS Direitos Humanos chega à 11º edição com duas novas categorias

Consolidado na academia e no fomento às boas práticas, o Prêmio AJURIS Direitos Humanos chega a sua 11º edição com dois novos desafios: os direitos humanos sob o olhar da fotografia e do jornalismo. As inscrições, que iniciaram nesta quinta-feira (8/4), podem ser realizadas até as 18h do dia 30 de setembro de 2021.

O edital e demais informações estão disponíveis na página do prêmio em ajuris.org.br/premio-de-direitos-humanos

Com a distribuição de mais de R$ 25 mil em prêmios, a edição de 2021 está dividida em quatro categorias: Monografia Acadêmica, Boas Práticas, Fotografia e Jornalismo. Como destaca o diretor do Núcleo de Direitos Humanos da AJURIS, Daniel Neves Pereira, a ampliação do prêmio reforça o compromisso da Associação com a defesa e promoção do debate do tema na sociedade. “A garantia dos direitos fundamentais a todos e todas é um dos pilares do Estado Democrático de Direito e da Constituição Brasileira. Os Direitos Humanos são uma construção contínua da sociedade. A gente precisa estar constantemente lutando na busca desses direitos. E essa busca depende de atores comprometidos com a causa, como é o caso da AJURIS, que utilize seu lugar de destaque para promover esse debate”, ressaltou o magistrado.

Estreando em 2021, as modalidades Fotografia e Jornalismo possuem abrangência nacional e irão receber trabalhos de todo o país. Na primeira, o objetivo é dar visibilidade para o debate sob o olhar da fotografia, premiando os melhores projetos fotográficos sobre o tema. Na modalidade Jornalismo serão aceitas reportagens que versem sobre os diferentes reflexos da pandemia na sociedade e tenham contribuído para a disseminação das informações sobre a realidade social e o enfrentamento da pandemia, auxiliando no combate à crise sanitária.

Nas categorias Monografia Acadêmica e Boas Práticas o objetivo é reconhecer, respectivamente, os melhores trabalhos acadêmicos de estudantes de graduação em Direito do Rio Grande do Sul e ações concretas de implementação, difusão e educação de Direitos Humanos por entidades ou organizações da sociedade civil do estado.

A matéria completa também pode ser acessada em:
ajuris.org.br/2021/04/08/inscricoes-abertas-premio-ajuris-direitos-humanos-chega-a-11o-edicao-com-duas-novas-categorias/

————————————————

Sindifisco lança Prêmio Caesari para a Imprensa
Concorrerão à premiação reportagens sobre temas ligados a assuntos tributários

O Sindifisco lança nesta semana o Prêmio Caesari, que será concedido a trabalhos de excelência no campo tributário que contribuíram de alguma maneira para o fortalecimento do papel institucional da Receita Federal do Brasil e de suas autoridades. São seis categorias (Auditoria Fiscal, Academia, Imprensa, Legislador, Administrador e Personalidade). Os melhores artigos e reportagens – em mídia impressa, digital, televisiva ou radiofônica –, que abordem assuntos tributários e aduaneiros, concorrerão na categoria Imprensa.
O coordenador da iniciativa, Marchezan Taveira, diretor de Comunicação do Sindifisco Nacional, observa que essa categoria procura estimular a produção de conteúdo que possa enriquecer o debate sobre a matéria, sobretudo em tempos de reforma tributária. “Como a imprensa é a mediadora do debate público sobre temas nacionais, nada mais válido que recompensar os profissionais que empenharam esforço investigativo e intelectual para gerar conteúdo orientado ao serviço público e à sociedade”, diz.
A proposta é que o evento seja realizado anualmente. Das seis categorias, três estão abertas à inscrição: Auditoria Fiscal, Academia e Imprensa. Pela primeira, serão premiados trabalhos de reconhecida excelência técnica executados por Auditores-Fiscais, no cumprimento de suas atribuições legais. Os participantes precisam ser vinculados ao Sindifisco Nacional. Na categoria, os interessados podem inscrever trabalhos próprios ou de outros Auditores-Fiscais (desde que também filiados).
Já a categoria Academia é destinada ao reconhecimento de artigos, monografias, teses e dissertações sobre temas relacionados à tributação no Brasil e no mundo. Na categoria
Os candidatos podem se inscrever individualmente ou em grupo. Não há limite para o número de autores ou responsáveis pelos trabalhos realizados. No entanto, cada candidato ou grupo de candidatos pode concorrer com, no máximo, três obras. As três categorias têm a mesma premiação em dinheiro: R$ 15 mil para o primeiro lugar, R$ 10 mil para o segundo e R$ 5 mil para o terceiro.
As inscrições para as categorias Auditoria Fiscal, Academia e Imprensa do Prêmio Caesari 2021 serão recebidas exclusivamente pelo site https://www.premiocaesari.org.br/ , de 8h do dia 5 de maio até 23h59 de 8 de outubro de 2021, observado o horário oficial de Brasília. A inscrição consistirá no preenchimento da ficha disponível no site e no envio do arquivo digital em formato PDF (limitado a 10MB) ou do link público do trabalho inscrito. As demais informações constam no regulamento da premiação. A solenidade de entrega do Prêmio Caesari 2021 está prevista para o dia 24 de novembro.