SindjoRN e FENAJ repudiam agressões à equipe da TV Ponta Negra

730

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Norte (SINDJORN) e a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) repudiam, com veemência, as agressões sofridas pela equipe da TV Ponta Negra, formada pela repórter Karol Dantas e o repórter cinematográfico, Francisco Câmara. A violência aconteceu ontem (9/01), quando a equipe estava fazendo uma reportagem sobre a desmobilização dos acampamentos bolsonaristas.

Não só aqui em Natal, mas em todo o Brasil, as equipes de reportagem dos mais variados veículos de comunicação são ameaçadas e agredidas por manifestantes que não aceitam o resultado democrático das urnas em 2022. Reiteradamente, a FENAJ vem alertando para esse problema e pedindo às autoridades da Segurança Pública que resguardem o interesse maior da população, que é o livre direito à informação, dando as condições necessárias para o exercício profissional do Jornalismo.

A Democracia e a informação livres não vão baixar a guarda para combater àqueles que, de todas as formas, até pela violência e opressão, desvirtuam o direito à manifestação livre e pacífica resguardada pela Constituição Federal, buscando, através da força, impor a vontade de uma minoria descontente com o resultado das eleições.

O SINDJORN solicita às empresas de comunicação no Estado todo o apoio aos profissionais na busca de um exercício livre e com segurança, oportunizando às equipes de reportagem uma avaliação dos locais de pauta que estejam com a presença das forças policiais.

Por fim, pede à Secretaria de Segurança Pública e às autoridades competentes, uma investigação aprofundada sobre o ocorrido e a punição exemplar aos culpados para inibir qualquer outro tipo de ação.