Valci Zuculoto é vencedora do Prêmio Luiz Beltrão 2024

22

A jornalista Valci Zuculoto, secretária de Educação, Cultura e Aperfeiçoamento Profissional da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) e Professora Doutora da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), é vencedora do Prêmio Luiz Beltrão de Ciências de Comunicação, na categoria Maturidade Acadêmica, concedido pela Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom).

O troféu é concedido a quem produz trabalhos relevantes na área das ciências da Comunicação e contribui para consolidar o prestígio das comunidades acadêmica e profissional brasileiras. O certificado de Maturidade Acadêmica é concedido ao conjunto da obra de um(a) pesquisador(a) sênior que tenha obtido reconhecimento nacional e/ou internacional.

Valci Zuculoto é presidenta da Associação Brasileira de Pesquisadores de História da Mídia (Alcar), coordena a Rede de Pesquisa em Radiojornalismo (RADIOJOR) da Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor). É coordenadora da Rádio Ponto UFSC, webemissora do Curso de Jornalismo (UFSC), e integra a Rede de Rádios Universitárias do Brasil (Rubra). Também é diretora do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina e Conselheira da Associação Brasileira de Ensino de Jornalismo (Abej).

É líder do Grupo de Investigação em Rádio, Fonografia e Áudio (Girafa/UFSC/CNPq). Atualmente, coordena a Pesquisa Nacional Coletiva “A história das mulheres no rádio brasileiro – revisão do relato histórico”.

O Prêmio será entregue no 47º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, na Univali – Universidade do Vale do Itajaí, em Balneário Camboriú (SC), entre os dias 03 e 06 de setembro de 2024.

Valci Zuculoto já ganhou o Prêmio Luiz Beltrão de Ciências da Comunicação 2017, na categoria Liderança Emergente.

A FENAJ recebeu o 17° Prêmio Luiz Beltrão, categoria Instituição Paradigmática, em 2014. Na justificativa pela escolha da FENAJ constou que a entidade “tem demonstrado grande presença no cenário nacional, principalmente pela luta em defesa da liberdade de imprensa e pelo estímulo à qualificação intelectual dos jornalistas e pela defesa da formação profissional de boa qualidade”.