Sindicato dos Jornalistas da Paraíba realiza ato público em frente ao Sistema Correio

25

No Dia Internacional da Imprensa (01), não houve o que comemorar. O Sindicado dos Jornalistas Profissionais da Paraíba (Sindjor-PB) realizou panfletagem nesta terça (01), em frente ao Sistema Correio de Comunicação, para denunciar diversas irregularidades trabalhistas praticadas contra os profissionais de imprensa que trabalham na empresa. Mesmo embaixo de sol forte, os jornalistas e sindicalistas não se intimidaram e protestaram contra a total falta de respeito à categoria dos jornalistas da Paraíba.

O Sistema Correio tem adotado práticas contra as/os jornalistas como acúmulo funções irregulares; contratos de trabalho superior a cinco horas; não pagamento do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço); não pagamento de feriados e domingos; não pagamento de horas extras; e descumprimento de acordo com os jornalistas que trabalhavam no extinto Jornal Correio da Paraíba.

“O Sistema Correio, também, só paga as férias atrasadas e quando o jornalista retorna de suas férias passa vários dias para receber o pagamento”, disse Land Seixas, presidente do Sindjor-PB. O presidente ainda informou que o recibo das férias não é apresentado para o trabalhador assinar. “Essa prática é para não comprovar o pagamento totalmente atrasado, com o objetivo de fazer com que o trabalhador não comprove a data do real do pagamento”, alertou. Infelizmente, demandas trabalhistas como essas acontecem com jornalistas em todo o Estado da Paraíba e por isso, o Sindjor-PB está ativo e presente no acompanhamento e denúncia dessas violações trabalhistas.

Outro lado

Brasil de Fato procurou o Sistema Correio de Comunicação e o setor de Recursos Humanos da empresa não quis se manifestar a respeito.

Campanha por vacinação contra Covid-19 para imprensa

Durante a ocasião, o Sindicado dos Jornalistas Profissionais da Paraíba (SindjorPB)também lançou a Campanha Estadual de inclusão dos profissionais de imprensa entre os grupos prioritários do Plano Nacional de Imunização (PNI) de combate ao novo coronavírus. A iniciativa está em conformidade com a campanha nacional de vacinação contra a Covid-19 para jornalistas já lançada pela Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e outros sindicatos de todo o País. A Paraíba lidera o triste ranking de óbitos de jornalistas mortos pela Covid-19, no Nordeste.

A Campanha Estadual pela vacina para jornalistas também está lançada no site oficial do SindjorPB (sindjorpb.com.br), nas páginas do Sindicato no Facebook (SindJornalistas PB) e no Instragram (Sindjorpb).

Edição: Heloisa de Sousa, Brasil de Fato PB