Sindjor-PI e FENAJ repudiam violência contra jornalistas da TV Clube de Teresina

29
Mulher vai em direção à câmera e bate no equipamento — Foto: Reprodução/TV Clube

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Piauí (Sindjor-PI) e a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) vêm a público repudiar e condenar o ataque sofrido por uma equipe de reportagem da TV Clube, afiliada da Rede Globo, ocorrido na tarde desta terça-feira, 5 de maio de 2020. As agressões foram praticadas por um comerciante, proprietário de um estabelecimento localizado no Centro de Teresina.

A violência contra a equipe de reportagem aconteceu quando os profissionais acompanhavam a fiscalização da Prefeitura de Teresina no cumprimento do Decreto Municipal, que proíbe o funcionamento do comércio em Teresina, neste período crítico da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

O mais lamentável é que as agressões físicas praticadas pelo comerciante contra a equipe de reportagem da emissora de televisão ocorreram na presença de agentes da Guarda Municipal de Teresina, que foram omissos na medida que presenciaram as agressões verbais e físicas e não agiram para impedi-las.

No momento das agressões, a equipe de reportagem da TV Clube estava em pleno exercício do Jornalismo, cumprindo um papel social importante e fundamental na divulgação das medidas preventivas contra a proliferação da Covid-19, para bem informar à sociedade piauiense.

O Sindjor-PI e a FENAJ lamentam tal ocorrido e exigem do prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), adoção de medidas no sentido de que a força de segurança municipal impeça atos de violência contra os profissionais de imprensa, principalmente nas coberturas jornalísticas durante as fiscalizações realizadas pela Prefeitura de Teresina para garantir a política de isolamento social.

Teresina, 5 de maio de 2020.

Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Piauí

Federação Nacional dos Jornalistas