Abertas as inscrições para o 38º Congresso Nacional dos Jornalistas

96

Estão abertas as inscrições para o 38º Congresso Nacional dos Jornalistas, que acontecerá de 22 a 24 de agosto deste ano, no teatro São José e no Hotel Sonata de Iracema, em Fortaleza/CE. Com o tema  Afirmar o Jornalismo e o papel dos Jornalistas: função social, viabilidade econômica e desafios da profissão”, o evento é realizado pela  Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), em parceria com o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará (Sindjorce).

As inscrições podem ser feitas AQUI. O valor é de R$ 390,00. Estudantes de Jornalismo (graduação), jornalistas associados ao Sindjorcee em dia com as obrigações sindicais, jornalistas comprovadamente desempregados, jornalistas aposentados e sócios da Associação Brasileira de Podcasters (ABPOD) pagam R$ 195,00. Os valores podem ser parcelados em até seis vezes sem juros no cartão de crédito ou PagSeguro. As inscrições dão direito às palestras, material gráfico e lanche.

O evento contará com uma conferência de abertura, três oficinas (Podcast para Jornalistas, Introdução ao Jornalismo de Dados e Comunicação Sindical em Novas Mídias), cinco painéis de discussão e plenárias deliberativas. Temas como “Comunicação pública na era da hiperinformação”, “Internet e desinformação”, “Jornalismo de proximidade e os desafios da profissão fora dos grandes centros”, “Contrarreformas trabalhista e previdenciária” e “O Jornalismo e a retomada da democracia no Brasil” serão debatidos por grandes nomes do atual cenário intelectual brasileiro.

Palestrantes confirmados

Thays Lavor é jornalista graduada pela Universidade de Fortaleza (Unifor) e aluna do mestrado em comunicação da Universidade Federal do Ceará (UFC). Trabalha com jornalismo investigativo e de dados. Atua desde 2013 como freelancer para veículos nacionais e internacionais como O Globo, BBC Brasil, Valor Econômico, UOL Notícias, Agência Pública de Jornalismo Investigativo, CGTN América, e agências de fact-checking como Lupa e Aos Fatos.

Rafael Mesquita é graduado em Jornalismo e especialista em Assessoria de Comunicação pelo Centro Universitário Estácio do Ceará. Atuou em projetos do MST, do Instituto de Juventude Contemporânea e do Canal Futura. Presta consultoria para diversas entidades sindicais e atualmente responde pela Assessoria de Impressa da Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce). Presidente eleito do Sindicato dos Jornalistas do Ceará.

Andreh Jonathas é jornalista graduado pela Universidade Federal do Ceará (UFC), com MBA em Marketing Digital e 14 anos de experiência em comunicação, entre as redações do Jornal O Povo, Jornal O Estado, outros veículos locais e nacionais, como Correio Braziliense e Veja, além de trabalhos de assessoria de imprensa. Criador, host e editor do podcast SerifaCast, além de colaborador na criação de outros podcasts jornalísticos e corporativos.

Wilson da Costa Bueno é jornalista, professor sênior da USP. Foi docente permanente de programas de pós-graduação em Comunicação, tendo orientado mais de 120 dissertações e teses em Comunicação/Jornalismo. Áreas de atuação: Comunicação Corporativa e Jornalismo Especializado (em especial Jornalismo Científico, Jornalismo Ambiental, Jornalismo em Saúde e Jornalismo Rural). Diretor da Comtexto Comunicação e Pesquisa, consultoria em Comunicação/Jornalismo e responsável por quase uma dezena de cursos livres a distância nestas áreas.

Moacir Maia é Coordenador de Comunicação Social da Prefeitura de Fortaleza. Atuou em veículos como Rádio verdes Mares (1983 a 1986), Jornal Diário do Nordeste (2003 a 2007), onde escreveu coluna de Economia. TV Ceará (de 1986 até o presente) e TV Verdes Mares (1986 a 2007), onde trabalhou por mais de 20 anos, tendo atuado como apresentador e repórter do Núcleo da Rede Globo. Foi presidente do Sindicato dos Jornalistas do Ceará (1995 a 1998) e diretor da Federação Nacional dos Jornalistas em duas gestões. Professor licenciado do Curso de Jornalismo do Centro Universitário Estácio FIC.

Chagas Vieira é Assessor Especial de Comunicação do Governo do Estado do Ceará. Tem quase 25 anos de experiência em Comunicação (TV, Rádio, Internet, Assessoria). Exerceu vários cargos no Sistema Jangadeiro de Comunicação do Ceará (TV, Rádio e Portal, da reportagem à Direção de Jornalismo, ocupando, por último, o cargo de Diretor Executivo do Sistema, durante 4 anos. Foi coordenador do Comitê de Afiliadas do SBT Nordeste e superintendente da TV Aratu (SBT Salvador) de 2011 a 2013.

Celso Schröder é cartunista e jornalista formado pela PUC RS, tem pós-graduação em Sociologia pela UFRGS. Professor da Famecos desde 1986, foi presidente do Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul, da FENAJ e da Federação dos Jornalistas da América Latina e Caribe (Fepalc), além de vice-presidente da Federação Internacional dos Jornalistas (FIJ). Representou os jornalistas no Conselho de Comunicação Social do Congresso Nacional.

Mariama Correia trabalhou por mais de três anos como repórter do caderno de Economia da Folha de Pernambuco e assinou matérias em publicações da Editora Abril, do Sistema Jornal do Commercio, do portal The Intercept Brasil, entre outros. Escreve para o coletivo de jornalismo investigativo Marco Zero Conteúdo e participa do projeto de jornalismo de dados “Atlas da Notícia” como pesquisadora no Nordeste. Entre as capacitações mais recentes cito os cursos de Jornalismo de Dados da Associação Brasileiro de Jornalismo Investigativo, de Checagem de Fatos do Knight Center e de Mídias Digitais, na Kings (UK).

Valci Zuculoto é jornalista por formação (UFRGS), professora do curso de graduação e do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina, doutora em Comunicação (PUC-RS) e pós-doutora (ECO PÓS-UFRJ). Coordena a Rede de Pesquisa em Radiojornalismo RadioJor e a Rádio Ponto UFSC. É Diretora da Executiva da FENAJ e do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina, além de conselheira da Associação Brasileira de Ensino de Jornalismo. Autora e coautora de diversas obras sobre rádio e jornalismo.

Fernando Firmino da Silva é Doutor em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela UFBA, cientista da Informação pela Universidade Federal da Paraíba -UFPB e jornalista pela Universidade Estadual da Paraíba. Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo na UFPB e do Curso de Jornalismo na Universidade Estadual da Paraíba. Coordenador do Grupo de Pesquisa em Jornalismo e Mobilidade – MOBJOR, cadastrado no CNPq. Vencedor do Prêmio Freitas Nobre/INTERCOM Nacional na Categoria Doutorado e de Melhor Tese de Doutorado de 2013 no Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas da UFBA e Prêmio Adelmo Genro Filho 2018 de Orientador da Melhor Dissertação de Mestrado, Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo – SBPJOR. Autor do livro “Jornalismo Móvel” (EDUFBA, 2015).

Maria José Braga é Presidenta da FENAJ, entidade da qual já foi vice-presidenta, secretária-geral, tesoureira e vice-presidenta Centro-Oeste. Recém-eleita para o Comitê Executivo da Federação Internacional dos Jornalistas (FIJ), é também a representante da categoria no Conselho de Comunicação Social do Congresso Nacional. Foi presidenta do Sindicato dos Jornalistas de Goiás. É graduada em Jornalismo e em Filosofia pela Universidade Federal de Goiás, com mestrado em Filosofia, pela mesma universidade. É jornalista concursada do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás.

Luís Felipe Miguel é Doutor em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (unicamp), professor titular livre do Instituto de Ciência Política da Universidade de Brasília, onde coordena o Grupo de Pesquisa sobre Democracia e Desigualdades (Demodê), e pesquisador do CNPq. Publicou, entre outros, os livros Democracia e representação: territórios em disputa (Editora Unesp, 2014), Consenso e conflito na democracia contemporânea (Editora Unesp, 2017) e Dominação e resistência (Boitempo, 2018).

Rogério Christofoletti é professor do Departamento de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina. É pesquisador do CNPq e um dos líderes do Observatório da Ética Jornalística (objETHOS). Escreveu e organizou 12 livros sobre crítica de mídia e ética jornalística, sendo o mais recente “A crise do jornalismo tem solução?” (Ed. Estação das Letras e Cores, 2019). Como jornalista, atuou como repórter de política, economia, geral, cultura, polícia, infra-estrutura, transporte e logística em jornais e revistas de São Paulo, Paraná e Santa Catarina. Foi vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina (2002-2004), e desde 2017 é presidente da sua Comissão de Ética.

 Inscrições:

As inscrições dos observadores devem ser feitas AQUI

Estudantes de Jornalismo, jornalistas sindicalizados em dia com o Sindjorce, jornalistas aposentados e comprovadamente desempregados pagam R$ 195,00

Demais interessados: R$ 390,00

Obs: Sócios da Associação Brasileira de Podcasters (ABPOD) também pagam R$ 195,00.

Pagamento das inscrições:

Pode ser feito via depósito bancário identificado na conta do Sindicato dos Jornalistas do Ceará, Caixa Econômica Federal, Agência 1559, Conta Corrente: 868-8, Operação 003. CNPJ: 07.340.011/0001-60, ou pelo PagSeguro.

O comprovante de depósito deve ser enviado para o e-mail: sindjorce@sindjorce.org.br e secretaria@sindjorce.org.br

MAIS INFORMAÇÕES:

(85) 3272-2966, 3247-1094 e 98644-4042 ou e-mail: sindjorce@sindjorce.org.br.