FENAJ e Sindicatos buscam acelerar instalação de Comissão Especial

178
A instalação da Comissão Especial da Câmara dos Deputados que analisará a PEC do Diploma – composta por 24 membros titulares e de igual número de suplentes – ainda depende das indicações das lideranças de alguns partidos. Juntamente com os Sindicatos de Jornalistas, a FENAJ, que sugeriu como relator o deputado Hugo Leal (PROS/RJ), desenvolve contatos com parlamentares para acelerar a tramitação da matéria.

Segundo atualização do site da Câmara dos Deputados do dia 5 de agosto, já fizeram indicações o PR, PSB, PSD, PTB e PRB. Embora tenham apontado seus membros titulares, o Bloco PV/PPS, o PROS, o PCdoB e o PSC não informaram seus respectivos suplentes. Dos seus 2 titulares e 2 suplentes, o PSD indicou apenas um parlamentar até o momento. Ainda não registraram indicações o PT (4 titulares e 4 suplentes), o PMDB (3 titulares e 3 suplentes), o PSDB (2 titulares e 2 suplentes), o PP (2 titulares e 2 suplentes), o DEM (1 titular e 1 suplente) e o PDT (1 titular e 1 suplente).

“A direção da FENAJ está em contato com os líderes dos partidos no Congresso e orientou os Sindicatos dos Jornalistas a fazerem o mesmo nos seus estados e regiões, solicitando a todos que façam as indicações o quanto antes, para que esta aspiração da categoria seja aprovada definitivamente também na Câmara dos Deputados, pois já foi pelo Senado”, informa Schröder, presidente da Federação.

Segundo ele, levantamentos da Federação e dos Sindicatos apontam que a PEC do Diploma conta com o apoio da ampla maioria dos deputados. “Estamos trabalhando para que, observados os prazos regimentais, a PEC esteja pronta para ir a plenário o quanto antes”, completou.