FENAJ e Sindjor-MS alertam para necessidade de cobertura ética e humanizada de assassinato

385

Em respeito ao exercício ético da profissão e à responsabilidade social dos profissionais da mídia, a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso do Sul (Sindjor-MS) vêm a público solicitar uma cobertura jornalística humanizada do assassinato de Danilo Cézar de Jesus Santos, ocorrido no dia 5 de março deste ano.

É fundamental que os profissionais de comunicação percebam que as pessoas retratadas em conteúdos jornalísticos sofrem diretamente o impacto de generalizações e estigmas. Por isso, é essencial verificar e cruzar informações, estar certo da veracidade das fontes, manter-se atento à linguagem utilizada e ao contexto em que as informações são apresentadas. O uso de terminologia inadequada e comentários imprecisos podem gerar preconceito e intolerância.

Lembramos que, segundo o Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros, “a produção e a divulgação da informação devem se pautar pela veracidade dos fatos e ter por finalidade o interesse público”. Além disso, “a liberdade de imprensa, direito e pressuposto do exercício do jornalismo, implica compromisso com a responsabilidade social inerente à profissão”.

O Art. 6º do Código estabelece que é dever do jornalista, entre outros, “respeitar o direito à intimidade, à privacidade, à honra e à imagem do cidadão”, razão pela qual as ilações sobre as vítimas de crimes não devem figurar na cobertura noticiosa.

O Art. 11º do nosso Código, por sua vez, preconiza que “o jornalista não pode divulgar informações de caráter mórbido, sensacionalista ou contrário aos valores humanos, especialmente em cobertura de crimes e acidentes”.

Já o Artigo 12º coloca que o jornalista deve “tratar com respeito todas as pessoas mencionadas nas informações que divulgar”. Neste caso, o respeito ao artigo se faz ainda mais necessário, visto que Danilo sequer está vivo para rebater comentários ou inverdades que envolvam sua pessoa.

Por fim, a FENAJ e o Sindjor-MS manifestam solidariedade à família e aos amigos de Danilo  Cézar de Jesus Santos, desejando que o crime seja apurado e o responsável seja punido na forma da lei.

Brasília, 10 de março de 2023

Federação Nacional dos Jornalistas

Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso do Sul