Nota sobre a notificação da PGR ao jornalista Guilherme Amado

57

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJPDF) e a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) manifestam grande preocupação com os procedimentos adotados pela Procuradoria-Geral da República (PGR) com relação ao jornalista Guilherme Amado, da Revista Época. De acordo com o jornalista, a PGR requisitou documentos sobre reportagem a respeito de possível atuação da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) para subsidiar a defesa do senador Flávio Bolsonaro no caso das “rachadinhas”.

Consideramos que a solicitação da PGR coloca em risco o direito constitucional ao sigilo da fonte e é um ataque frontal ao exercício do bom jornalismo.

A partir da apuração jornalística feita por Guilherme Amado, espera-se que a Procuradoria determine investigação do Ministério Público Federal e não que a PGR corrobore para as reiteradas tentativas de Flávio Bolsonaro de manter o caso distante da opinião pública.

Não aceitaremos qualquer tipo de intimidação à liberdade de imprensa e nos colocamos totalmente à disposição do jornalista para as medidas judiciais cabíveis. Seguimos comprometidos e intransigentes quanto à defesa do livre exercício profissional dos e das jornalistas.