Jornalistas de Minas Gerais fazem mobilização contra cortes de salários

Jornalistas de Minas Gerais fazem mobilização contra cortes de salários

154

Vários jornalistas reuniram-se na porta dos principais jornais impressos de Minas Gerais, na terça-feira, 5, a fim de mostrarem às empresas que a categoria não aceita o corte de salários e direitos que estão tentando impor para esses trabalhadores. A mobilização foi convocada pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais e foi decidida em assembleia ocorrida no final do mês de agosto que, segundo a entidade, foi uma das mais representativas dos últimos anos.

Para o Sindicato, é inadmissível que os jornalistas mineiros recebam um dos pisos salariais mais baixos do país. As empresas oferecem um reajuste de 2,5% no piso e 2% nos demais salários, índices que sequer repõem a inflação da data-base.

Jornalistas de estados como Alagoas, por exemplo, têm piso salarial mais alto. No Paraná, o piso para cinco horas é de R$ 3.384.

Os empresários também fizeram proposta de reduzir o adicional de hora-extra de 100% para 70%. Só isso já representaria uma redução de 17% nos salários. Querem ainda reduzir o adicional noturno de 50% para 30%, sendo que, no ano passado, os jornalistas do Estado de Minas já sofreram corte ilegal de 30% nos salários.

Saiba mais aqui e aqui.

Com informações do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais