Comissão do Senado rejeita relatório da reforma trabalhista

306

A Comissão de Assuntos Sociais – CAS do Senado rejeitou, por 10 votos a 9, o texto principal da reforma trabalhista. O resultado foi comemorado por senadores de oposição, na reunião da terça-feira,

  • Womens Nike Air Max TN
  • 20.

    Com a rejeição do relatório do senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), air jordans free shipping o voto em separado apresentado pelo senador Paulo Paim (PT-RS) foi aprovado por unanimidade e segue agora para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Compra Mochilas Kanken Fjallraven España onde o relator é o senador Romero Jucá (PMDB-RR).

    Derrota do governo

    A rejeição do relatório na CAS representa uma derrota política de Temer e uma vitória das entidades sindicais que tem feitos pressão sobre os parlamentares. nike air max 2016 grijs Mas a luta contra o desmonte de direitos trabalhistas deve continuar, nike air max 2017 pas cher já que a proposta de reforma segue agora para Comissão de Constituição e Justiça – CCJ, onde a proposta deve ser votada na quarta-feira, nike air max 2016 goedkoop 28, Tennis Nike France e para o Plenário da Casa. Isso porque a CAS aprovou o voto em separado do senador Paulo Paim (PT-RS), Brandon Crawford Jersey que apresentou mudanças no texto encaminhado pela Câmara dos Deputados, mas o resultado da votação não interrompe a tramitação da proposta do governo.