DIEESE divulga nota técnica destacando importância da organização sindical dos trabalhadores

399

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos – DIEESE divulgou uma nota técnica que aponta a necessidade dos trabalhadores brasileiros se organizarem através de sindicatos. O documento afirma que a atuação dos sindicatos ganha relevância incontestável quando se observa a diversificada gama de temas e itens negociados e direitos inscritos nos Acordos e Convenções Coletivas. Já que, anualmente, dezenas de milhões de trabalhadores formalmente contratados têm as condições de trabalho e remuneração renovadas pela atuação de suas entidades representativas.

O fortalecimento da negociação coletiva no Brasil tem resultado no aumento do número de contratos coletivos firmados entre sindicatos de trabalhadores e patronais. Entre 2007 e fevereiro de 2017, foram registrados no Mediador – sistema criado pelo Ministério do Trabalho para depósito de acordos e convenções coletivas de trabalho – cerca de 56 mil convenções e aproximadamente 308 mil acordos, firmados por cerca de 65% dos sindicatos cadastrados no CNES (6.007 das 9.202 entidades de trabalhadores do setor privado). Se forem considerados somente os sindicatos de “empregados”, que englobam as maiores categorias de trabalhadores celetistas urbanos, o percentual chega a quase 90% (4.261 em 4.780).

Com isso, a nota técnica explica que os trabalhadores, como parte estruturalmente mais fraca na relação capital-trabalho, só têm chances de sucesso nos processos negociais, se suas entidades representativas dispuserem de recursos, políticos e financeiros, para se contrapor ao poder das corporações empresariais.

Com informações do DIEESE