FENAJ e Sindicato de SC denunciam cerceamento ao exercí­cio da profissão

494

Dois casos de violência e mandonismo ocorridos em Santa Catarina, nos dias 21 e 23 de março foram denunciados pelo SJSC e pela FENAJ em Nota Oficial pela Liberdade de Imprensa, emitida no dia 29 de março. No dia 21, o repórter Diego Santos, foi proibido de acompanhar os treinos do Joinville Esporte Clube (JEC). No dia 23, Maurí­cio Melato Barth, do jornal InfoBairros, de Itapema, levou dois tiros nas pernas.
O repórter do jornal A Notí­cia foi barrado porque o treinador do time de Joinville, Artur Neto, “não vinha gostando da cobertura” do profissional. Já o proprietário do jornal InfoBairros sofreu o atentado na porta de sua casa, ao que tudo indica, porque seu jornal quinzenal vem fazendo reportagens que não agradam aos polí­ticos locais.