FENAJ mobiliza Sindicatos para a Greve Geral desta sexta-feira

865

A Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ tem mobilizado seus Sindicatos a participarem da Greve Geral do dia 30, convocado pelas centrais sindicais brasileiras. Para a Federação, os jornalistas devem se juntar às demais categorias na luta para impedir que se consolidem os ataques aos direitos da classe trabalhadora, em especial, as reformas Trabalhista e da Previdência Social.

No caso dos Sindicatos cujas bases não puderem parar, a FENAJ orienta que a categoria integre as manifestações públicas que ocorrerão em praticamente todas as grandes cidades do país.

Mas vários Sindicatos já estão se organizando para as atividades do dia 30. No município do Rio de Janeiro, os ​jornalistas ​estão se mobilizando para protestar contra as reformas. No dia 30, a partir de meio-dia, ​a diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro – SJPMRJ estará recebendo a categoria. A concentração será ao lado do Theatro Municipal, na Rua 13 de Maio, e será realizado um ato público, mais distribuição de panfleto informando a população sobre a importância do engajamento como forma de barrar as reformas Trabalhista e da Previdência. A intenção é convocar ​a população para a grande manifestação, a partir das 17h, na Candelária. O Sindicato dos Jornalistas do Estado do Rio de Janeiro também está dando apoio à Greve Geral e tem feito divulgações através das redes sociais. No dia 30, não terá expediente, em adesão à Greve. 

O Sindicato dos Jornalistas do Ceará – Sindjorce está realizando assembleias nos principais locais de trabalho, esta semana, bem como na sede da entidade, a fim de deliberar a forma de participação dos jornalistas cearenses no movimento paredista.

No estado do Amazonas, o senador Eduardo Braga (PMDB/AM) esteve na sede do Sindicato dos Jornalistas Profissionais, na segunda-feira, 26, e declarou que seu voto será contra a Reforma Trabalhista proposta pelo governo Temer. O senador disse também que, mesmo sendo a favor da Reforma na Previdência, votará contra a proposta do PL do governo federal. A declaração foi dada durante a assinatura da Carta-Compromisso dos candidatos que disputam os cargos a governo e vice do Amazonas, na sede do Sindicato dos Jornalistas Profissionais.

No estado de São Paulo, os jornalistas fizeram assembleias, na semana anterior, aprovando a adesão da categoria na greve desta sexta-feira. Desde então, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo – SJSP tem promovido reuniões nas redações, em diversas empresas de comunicação, a fim de preparar sua base para a Greve Geral.

Com informações do Sindjorce, SJP/AM, SJSP, Sindicato de Jornalistas do Estado do Rio de Janeiro e SJPMRJ.