Jornalistas mato-grossenses denunciam assédio sexual

4

FENAJ e Sindjor se solidarizam e prestam apoio às vítimas

O Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (SINDJOR/MT) e a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) manifestam apoio e solidariedade às mulheres jornalistas vítimas de assédio sexual que denunciaram seu agressor. As entidades reiteram o combate e repúdio a qualquer tipo de assédio, importunação e violência sexual.

O Sindjor se colocou à disposição das jornalistas para atuação conjunta no processo de representação judicial, entendendo que as profissionais estão sujeitas a revitimização até que o agressor seja julgado. Da mesma forma, a entidade pede que outras vítimas de abuso sexual em seus locais de trabalho procurem o sindicato para formalizar denúncia como forma de combater essa prática.

É inadmissível a naturalização desse tipo de comportamento, assim como de qualquer tipo de assédio contra a mulher, dentro e fora do ambiente de trabalho, ainda mais numa categoria em que mais de 60% da força de trabalho é composta por mulheres.

A FENAJ e o Sindjor enfatizam a luta por igualdade nos ambientes de trabalho e pelo respeito à liberdade e ao próprio corpo, independente de gênero, idade, orientação sexual, raça ou religião.

Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (SINJOR/MT)

Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ)