Liminar impede desconto dos dias parados e demissões de trabalhadores em greve da Tupi

776

Em assembleia realizada no dia 17 de janeiro), os trabalhadores da Rádio Tupi decidiram manter a greve, que já dura um mês. Durante a assembleia, foi anunciado que a Justiça concedeu liminar para impedir que a emissora desconte os dias parados ou demita jornalistas e radialistas grevistas.

Recebendo salários atrasados há cinco meses, sem receber dois décimos terceiros (2015 e 2016) e sem recolhimento de  INSS e FGTS, os trabalhadores mantém a paralisação e esperam com grande expectativa o desfecho das negociações medidas pelo Ministério Público do Trabalho para assegurar que seus direitos sejam respeitados. Nova assembleia está agendada para terça-feira (24/01), às 14h, na Igreja de Santa Edwiges, na Rua Fonseca Teles, em São Cristóvão.

Diante das dificuldades dos trabalhadores em greve da Tupi, uma campanha de arrecadação de alimentos está em curso. Nesta semana, profissionais da TV Globo encaminharam à sede do Sindicato dos Jornalistas do Município do Rio de Janeiro mais de 200 kg de mantimentos. Jornalistas da EBC e da rede Repórteres do Bem, do Reinventar JornalistasRJ, também estão contribuindo na arrecadação. Doações avulsas também podem ser entregues na sede do Sindicato dos Jornalistas, na Rua Evaristo da Veiga 16, 17º andar, no Centro do Rio, das 9h às 18h.