Para Sindjorn, mente quem escreveu “A resposta dos médicos”

11

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Norte lastima a publicação no Instagram da médica Roberta Lacerda, com palavras preconceituosas e difamatórias, que somente destilam ódio e não trazem nenhum conteúdo para a sociedade potiguar.

Ela tenta rebaixar os profissionais da comunicação que tanto contribuem para alertar a sociedade dos males que a pandemia está causando ao nosso País, nos aproximando de 400 mil mortes causadas pela Covid.

Jornalista nenhum prescreve ou dita o que o cidadão deve tomar ou não, mas estuda muito, pesquisa e entrevistas médicos, organizações, instituições de pesquisa nacionais e internacionais, respeitando o contraditório em todo seu conteúdo para informar o que está sendo posto nos meios de comunicação.

A própria médica Roberta Lacerda já usou dos meios de comunicação para defender o seu posicionamento com relação ao tratamento precoce para a Covid-19. Termos um jornalismo livre, independente, sem amarras é importante para sustentarmos um dos pilares da democracia.

Sermos cordiais e buscarmos uma política da paz e não agressão também nos torna defensores da democracia. Não é mais fácil “fazer” jornalismo, não é mais “barato” fazer jornalismo.

Cada um responde pelos seus atos dentro de qualquer profissão onde há uma legislação específica para isso, códigos de ética, legislação civil e criminal, todos nós somos iguais perante a Lei. Para finalizar, mente quem escreveu “A resposta dos médicos”.

Leia também: 

Dra. Ivermectina: médica do RN agride jornalistas e volta a defender remédio para piolho sem eficácia contra a covid