Sindicato conquista reajuste acima da inflação, escalonado de 3% + 2.1% (5.1%)

49

Após uma acirrada negociação, em que representantes das empresas de comunicação do interior insistiam em conceder apenas 3% de recomposição salarial, índice bem abaixo da inflação, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Espírito Santo (Sindijornalistas/ES) garantiu o percentual de 5.10%, em negociação com os sindicatos patronais.

O valor ficará acima da inflação do período negociado, que de maio de 2018 até abril 2019 foi de 5,07%.

O percentual de reajuste será aplicado em todos os níveis salariais. No entanto, para reverter a tentativa de concessão de um índice abaixo da inflação, foi necessária a negociação para que essa recomposição fosse escalonada conforme abaixo:

Rádio e TV (Interior e Região Metropolitana)
3% na folha de junho retroativo a maio e
2,10% na folha e novembro de 2019.

Impresso, jornais, revistas e assessorias
Vitória: 3% na folha de junho retroativo a maio e 2,10% na folha e novembro de 2019. Interior – 3% na folha de junho de 2019 e 2.1% na folha de janeiro de 2020.

Redução e Greves
Douglas Dantas classificou o resultado da negociação como positivo, frente à realidade da categoria em outros estados do País.

“Diferente do Espírito Santo, vários outros estados estão tendo muitas dificuldades em fechar o acordo coletivo. Em Alagoas, por exemplo, os profissionais estão em greve diante a proposta de redução salarial em 40%”, disse, destacando que o Sindijornalistas apoia o movimento grevista dos colegas nordestinos.

Taxa Assistencial
Conforme previsto na CLT e Constituição, os trabalhadores são responsáveis por custear suas entidades representativas, inclusive quanto às negociações e ações coletivas promovidas em benefício à categoria.

Sendo assim, foi deliberado o desconto de R$ 50 por jornalista dividido em 2 vezes para não sobrecarregar os salários.

Valor esse igual ao de 2018 e que será usado para custeio do Sindijornalistas com pagamento das assessorias jurídica, contábil, e demais custos pra manutenção do Sindicato.

Reforça-se que nenhum diretor recebe para atuação em prol da categoria, inclusive também pagam mensalidades. Caso o jornalista sinta-se impedido de realizar o custeio, tem até o dia 31 de julho para protocolar no Sindicato requerimento impresso para que o valor seja estornado.

Confira abaixo os valores dos pisos corrigidos para jornada de 5h/dia:

Jornais / Revistas / Sites / Assessorias:
Circulação Diária e Assessorias*
R$ 2.134,52 – Vitória, Serra, Vila Velha e Cariacica (a partir de 01/05/2019)
R$ 2.179,34 – Vitória, Serra, Vila Velha e Cariacica (a partir de 01/11/2019)
R$ 1.631,44 – Interior (a partir de 01/05/2019)
R$ 1.665,70– Interior (a partir de 01/01/2020)

Circulação diferente da diária
R$ 1.705,60 – Vitória (a partir de 01/05/2019)
R$ 1.741,42– Vitória (a partir de 01/11/2019)
R$ 1.545,41 – Interior (a partir de 01/05/2019)
R$ 1.577,86 – Interior (a partir de 01/01/2020)

*Segundo jurisprudências, o piso válido para jornalistas assessores de imprensa e/ou atuantes em sites informativos, é o de Jornal Diário.

Radios
Região Metropolitana da Grande Vitória
R$ 1.796,52 (a partir de 01/05/2019)
R$ 1.834,25 (a partir de 01/11/2019)

Interior

R$ 1.541,23 (a partir de 01/05/2019)
R$ 1.573,59 (a partir de 01/11/2019)

TV
Região Metropolitana da Grande Vitória
R$ 2.113,80 (a partir de 01/05/2019)
R$ 2.158,19 (a partir de 01/11/2019)

Interior
R$ 1.691,46 (a partir de 01/05/2019)
R$ 1.726,98 (a partir de 01/11/2019)