SindijorPR e FENAJ repudiam ameaças à apresentador de Foz do Iguaçu

17

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná (Subseção de Foz do Iguaçu e Região) e a Federação Nacional dos Jornalistas lamentam e repudiam profundamente as ameaças sofridas pelo profissional de imprensa José Paulo Franco Gasques, apresentador de um programa policial na Rádio Foz FM, em Foz do Iguaçu.

JP Paulo, como é conhecido, e a sua família sofreram ameaças em diferentes ocasiões, tanto presencial, quanto online. As entidades são rigorosas na defesa do livre exercício profissional e não aceita intimidação, cerceamento ou censura no trabalho de comunicadores.

A ameaça mais recente ocorreu em junho deste ano, quando o profissional transitava de carro em uma das principais avenidas da cidade, perto do meio-dia, quando, parado num semáforo, outro veículo parou ao seu lado. Em seguida, o condutor o ameaçou de morte e foi embora.

Já em fevereiro passado, um motorista de um veículo parou em frente à moradia e cantou pneus. Em seguida, ouviu-se disparos de armas de fogo. No dia seguinte, o apresentador e sua filha receberam mensagens anônimas por Whatsapp fazendo alusão aos disparos e ameaçando que os próximos tiros seriam para matá-los.

Todos os fatos foram registrados em boletim de ocorrência na 6ª Subdivisão Policial de Foz do Iguaçu. O SindijorPR e FENAJ não admitem que as ameaças sofridas pelo apresentador fiquem impunes e espera que a Polícia Civil elucide o caso o mais breve possível.