Segunda roda de conversa “Mulher, Direitos e Mídia” debate feminismo.

504

 Mulheres são cotidianamente assassinadas no Brasil pelo simples fato de serem mulheres. Como elaborar políticas públicas para combater essa violência tão brutal sem dados de qualidade sobre a dimensão desse problema? Buscando contribuir nesse debate, o Sindicato dos Jornalistas do Ceará (Sindjorce) e a Comissão de Mulheres Jornalistas da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) realizam rodas de conversa sobre os direitos das mulheres, feminismo e comunicação. O segundo debate do projeto “Mulher, Direitos e Mídia” foi realizado na noite de terça-feira, dia 13 de março,  na sede do Sindicato.

 Com o tema “Todo feminismo é necessário”, a atividade contou com a participação das militantes feministas Ticiana Studart (Marcha Mundial das Mulheres) e Francileuda Soares (União Brasileira de Mulheres – UBM). A roda de conversa foi transmitida ao vivo pelas páginas do Sindjorce (https://www.facebook.com/Sindjorce) e dos Jornalistas Livres (https://www.facebook.com/JornalistasLivresConfira os próximos encontros:

 22 de março – 19h

Desafios da mulher negra no Brasil

Zelma Madeira – Coordenadora Especial de Promoção de Políticas Públicas para a Igualdade Racial do Estado do Ceará

Geyse Anne da Silva – Coletivo Enegrecer

Sílvia Maria – Professora Doutora em Educação

 28 de março – 19h

Ciberativismo Feminista e o ódio na Internet

Lola Aronovich – blogueira feminista, pedagoga e professora da UFC

Germana McGregor –  integrante da Comissão de Mulheres da FENAJ