Todo apoio aos petroleiros

22

Desde sexta-feira, dia 31/01, uma comissão de sindicalistas da Federação Única dos Petroleiros ( FUP) ocupa uma sala da sede da Petrobrás, numa tentativa de negociar a suspensão da demissão de cerca de mil trabalhadores da Fafen (Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados), unidade de Araucária-PR, e cobrar respeito às cláusulas do Acordo Coletivo.

A decisão de permanecer na sala de negociação foi tomada depois que a empresa se retirou da reunião sem apresentar nenhuma proposta, ignorando a justa reivindicação dos trabalhadores.

A greve nacional por tempo indeterminado dos trabalhadores da Petrobrás teve início no dia 1° em pelo menos dez estados do Brasil e 15 unidades e subsidiárias. No primeiro dia da greve nacional, cerca de 50 trabalhadores foram mantidos pela empresa por mais de 20 horas dentro da fábrica, em Minas, após a troca de turno, e só saíram com a intervenção do Ministério Público do Trabalho. No local, a mobilização organizada pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) e pelo Sindicato dos Petroleiros local, também inclui a ocupação em frente à unidade de Araucária, que já dura duas semanas.

Os Sindicatos dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro, do Paraná e a Federação Nacional dos Jornalistas entendem e apoiam não apenas o ato de resistência, mas a luta dos petroleiros em defesa da Petrobrás, a principal e mais importante empresa brasileira que vem sendo criminosamente fatiada e entregue a multinacionais do petróleo.

A luta dos petroleiros é de todos os trabalhadores contra as demissões em massa, a precarização do trabalho, a entrega do patrimônio nacional, a privatização de uma empresa que é símbolo da luta e da conquista do povo brasileiro.

Todo apoio aos petroleiros!

A Petrobrás é do Brasil!

Contra as demissões e em defesa do emprego!

Diretorias dos Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro

Sindicato dos Jornalistas do Paraná

Federação Nacional dos Jornalistas